terça-feira, 28 de março de 2017

UMA TRAJETÓRIA TOTALMENTE NOVA




ARCANJO MIGUEL

UMA TRAJETÓRIA TOTALMENTE NOVA 


Canalizado por Leslie-Anne Menzies
27/03/15
Meus queridos,
Com o recente equinócio, vocês cruzaram a ponte – nada parece o mesmo – a vida pode “parecer” que continua como de costume, mas esse não é o caso.

Uma grande mudança ocorreu e mais ainda está se desenvolvendo nos bastidores. Esperem até ver toda a escuridão varrida rapidamente agora para a superfície, de tal maneira, que, para muitos, será devastador.
Aquelas almas que ainda estão arraigadas ao mundo ilusório, de forma firme, serão atingidos mais duramente, porque não haverá lugar para se voltarem, quando suas ilusões perfeitas forem despedaçadas, enquanto toda a escuridão vier inundando a superfície de Gaia para que haja transformação e transmutação.
Para muitos dentre vocês, esses últimos dias e semanas deixaram-nos exaustos, frustrados e completamente incapazes de avançar com qualquer plano. Isso se deu porque vocês estão agora em uma trajetória totalmente nova, e tudo vai se manifestar no tempo perfeito, como sempre.
Relaxem meus queridos, respirem, permaneçam no AGORA, o único lugar para SER.
Tudo está retornando ao AMOR.
Os velhos modos estão à vista – não há lugar para correr e se esconder.
TUDO será revelado e será opressivo.
Meus queridos, é por isso que VOCÊS, as Sementes Estelares, os Trabalhadores da Luz, os Sinalizadores do Caminho ou qualquer que seja o rótulo que vocês se colocarem, agora precisam avançar em maiores números e com maior comprometimento. Vocês gastaram muitas existências se preparando para momentos como estes.
Nesta existência, vocês saíram na frente, de modo que, quando as massas finalmente “despertassem”, vocês seriam a Luz a emanar.
Agora é o momento para ser essa LUZ, demonstrem o seu amor e compaixão por aqueles que acabaram de colocar os pés no caminho, e aqueles que ficarão em estado de choque, quando finalmente compreenderem quais são as VERDADES que estão prestes a ser reveladas.
Esses próximos meses de 2017, neste ano de Novos Começos, revelarão muitas informações que realmente vão deixar muitas almas “loucas”.
Para alguns, será simplesmente demais para compreender, e eles vão decidir não ficar e jogar em um mundo com que não se relacionam mais. Tudo está na perfeita ordem divina, e muitos optarão por retornar quando o Planeta Terra tiver feito sua plena transição para a Nova Terra.
Para os que optam por despertar e chegar a uma nova compreensão do que será a Nova Terra, vão experimentar alegria, à medida que percebem que a promessa do futuro está agora em desenvolvimento e eles estão participando nisso. Tudo mediante acordo.
VOCÊS trarão paz à Terra – VOCÊS são os Pacificadores, VOCÊS trarão alegria e amor e a comunidade de volta à Terra. Essa Nova Terra proporcionará abundância a TODOS, e TODOS os que vivem em Unicidade Divina.
Meus queridos, vocês estão observando a escuridão irromper por todo o Planeta e vocês estão enviando amor, luz e compaixão àquelas áreas, e, então, observam a transformação que está acontecendo.
Vocês são realmente aqueles que serão a “LUZ DO PLANETA TERRA”.
Mais uma vez, quero lembrar-lhes, meus queridos, de que vocês não estão sozinhos – nunca estiveram – e neste momento, cada vez mais Irmãos e Irmãs de Luz, das Nações Estelares e os Seres Divinos estão juntando forças para ajudá-los a concluir essa transformação da sua Nova Terra Divina.
Muita coisa lhes está sendo sussurrada, informações e códigos de Luz estão sendo jorrados sobre vocês e sobre a própria Terra, para ajudá-los.
Reservem um tempo para receber as transmissões que lhes enviamos. Entrem em seus locais de tranquilidade e escutem, enquanto compartilhamos com vocês a sabedoria que lhes permite fazer essa transformação de modo mais suave do que tem sido feito.
Observem os céus, há muitos indicadores nas formações das nuvens. Olhem para cima, meus queridos, invoquem-nos, nos acolham em suas meditações, conforme compartilhamos com vocês as informações que vocês foram incumbidos de apresentar neste momento importante em seu Planeta.
Meus queridos, tudo está verdadeiramente no perfeito tempo divino.
E assim é.
EU SOU ARCANJO MIGUEL
Direitos Autorais: Ao compartilhar esta mensagem, favor respeitar os créditos, sem acrescentar, modificar ou extrair nada do texto publicado.  leslie-anne@angelstoinspire.com.au – www.angelstoinspire.com.au
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavaiwordpress.com
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://quintadimensaoanovarealidade.blogspot.pt/2017/03/uma-trajetoria-totalmente-nova-arcanjo.html

O Poder de Uma Semente de Mostarda.

UMA VEZ CONECTADOS SEMPRE CONECTADOS:
A VIDA NO UNIVERSO HOLOGRÁFICO.
Gregg Braden
Wednesday, february 22, 2017
FRAGMENTO EXTRAÍDO DO LIVRO DE GREGG BRADEN
A MATRIZ DIVINA”
Capítulo Quatro:
UMA VEZ CONECTADOS SEMPRE CONECTADOS:
A VIDA NO UNIVERSO HOLOGRÁFICO.
O Poder de Uma Semente de Mostarda.
Página 90.
A quantidade mínima de pessoas necessárias para "dar partida" a uma mudança de consciência é a raiz quadrada de 1% do total de pessoas da população em causa.
Talvez essa seja a razão pela qual existam tantas recomendações tradicionais enfatizando a importância de cada indivíduo para o todo.
Jesus fez uso do princípio holográfico numa das suas mais conhecidas parábolas, referindo-se ao poder da crença para ilustrar como apenas um pouco de fé basta para que se abra a porta a uma possibilidade maior.
"Em verdade vos digo", disse Ele, "se a vossa fé for do tamanho de um grão de mostarda e se disserem a essa montanha:
'Mova-se', ela se moverá; para vós, nada será impossível" 11.
Exploraremos as implicações do significado exacto disso na próxima secção.
Antes de fazermos isso, seria bom esclarecermos se o que entendemos por "fé" é a palavra mais adequada para ser usada aqui.
A palavra propriamente dita algumas vezes traz consigo uma carga emocional, várias vezes associada com a convicção de não existir uma base de sustentação para apoiar as suas afirmações.
Estamos acostumados a chamá-lo de "fé cega".
Estou absolutamente convencido de que a fé cega realmente não existe.
Bem profundamente no nosso íntimo, todas as nossas convicções nascem de uma conexão profunda entre o que as coisas "são" e o que podem ser.
Ainda que não tenhamos consciência disso, nem consigamos afirmar
por que pensamos que as coisas sucedem dessa maneira, aquilo em que acreditamos é verdade para nós.
E essa verdade é a base de toda a fé.
Entretanto, existe um tipo de fé que na realidade se baseia numa fundação muito sólida da ciência de vanguarda, apoiada pelas descobertas da física quântica.
No Capítulo 3 discutimos brevemente as possíveis razões pelas quais o mundo físico muda simplesmente ao ser observado.
Todas as explicações que se seguem reconhecem a coexistência de muitas realidades dentro de uma sopa cósmica de possibilidades.
Como os experimentos mostraram, é o ato de observar alguma coisa
isto é, a observação consciente— que bloqueia uma dessas possibilidades para que fique a ser a realidade do observado.
Por outras palavras, a expectativa ou a crença que possuímos no instante da observação é o ingrediente da sopa que "escolhe" qual das possibilidades será nossa experiência "real".
Tendo isso em mente, a nossa fé na afirmação que Jesus fez com relação a mover a montanha é mais do que simplesmente pronunciar as palavras enunciando que a montanha se moveu.
A parábola de praticamente 2.000 anos atrás nos ensina uma linguagem poderosa para escolhermos qual realidade queremos, dentre as infinitas possibilidades que existem.
Pelas declarações tão transparentes de Neville” ao descrever a fé,
mediante o ato de "persistirmos na suposição de que o nosso desejo foi atendido [...] verificamos que o mundo inevitavelmente cumpriu a expectativa que tínhamos" 12.
No exemplo da montanha, quando, realmente, sabemos que ela já se moveu, a nossa fé/crença/hipótese de que o fato aconteceu é a energia que catapulta a possibilidade transformando-a na nossa realidade.
No âmbito de todas as possibilidades quânticas, a montanha não tem outra escolha ela tem de se mover.
O exemplo a seguir ilustra como pode ser simples e natural esse tipo de convicção e fé.
Também abre a porta para as incontáveis possibilidades de como uma pequena mudança de ponto de vista é capaz de fazer uma grande diferença no mundo.
Há alguns anos, tive a oportunidade de testemunhar o equivalente biológico de "mover uma montanha"
Nesse caso, a "montanha" era um tumor na bexiga de uma mulher de mediana idade.
Os médicos ocidentais tinham diagnosticado o tumor como maligno e acreditavam que ele era inoperável.
O hotel em que estávamos havia improvisado no salão de baile uma sala de aula temporária e o grupo I, do qual eu fazia parte, assistia a um filme feito pelo nosso instrutor no qual ele apresentava a milagrosa cura do tumor num hospital sem medicamentos, em Pequim, China.
A clínica era uma das muitas da região que rotineiramente lançavam mão de métodos não tradicionais com tremendo sucesso.
Depois das formalidades de praxe e das apresentações e cumprimentos mútuos, fomos preparados para o que viria a seguir.
O instrutor enfatizou que o propósito do filme era mostrar que o poder de curar era algo que existia dentro de nós.
Não se tratava de um anúncio da clínica nem de um convite para que todos os que estivessem com um tumor de alto risco corressem para a cura em Pequim.
Aquilo que estávamos prestes a presenciar poderia ser alcançado ali mesmo, na sala de aula, ou na sala de estar da nossa casa.
O segredo para a cura, dizia ele, residia na capacidade de focalizar a emoção e energia do nosso corpo ou do nosso ente querido (com a autorização da pessoa) de uma maneira cheia de compaixão, mas que não fosse invasiva.
A mulher do filme tinha ido até a clínica sem medicamentos como último recurso, pois tudo o que tentara tinha falhado.
A clínica enfatizava a responsabilidade pessoal nos cuidados com a saúde e propiciava um novo e positivo modo de viver, em vez de simplesmente "consertar" as pessoas e mandá-las para casa.
Esses protocolos incluíam novos hábitos alimentares, formas suaves de se movimentar para estimular a força vital (chi) no corpo, além de novos métodos de respiração.
Apenas com mudanças no estilo de vida tão simples como essas, o corpo se fortalece e pode-se curar dentro das possibilidades.
Seguindo tais procedimentos, em determinado ponto percebe-se por que os pacientes clínicos são submetidos ao tratamento mostrado no vídeo.
Logo no início do filme, vê-se a mulher com o tumor deitada no que aparentemente se trata de uma maca de hospital.
Ela estava desperta, plenamente consciente, não tinha recebido sedativos nem sido anestesiada.
Três médicos com os seus uniformes brancos estavam de pé ao seu lado,
enquanto um técnico de ultra-som, sentado defronte dela, segurava o bastão sensor de criação do sonograma, que revelaria a massa do tumor no interior de seu corpo.
Explicaram que a imagem não seria acelerada como nos programas sobre a natureza, que mostram em alguns segundos o desabrochar de uma flor ao longo de dias.
O filme seria passado em tempo real, de tal modo que poderíamos acompanhar, passo a passo, a cura obtida pelos médicos.
O filme foi curto, durou menos de quatro minutos.
Dentro desse intervalo pudemos ver o que se considera um milagre segundo os padrões da medicina ocidental.
Entretanto, considerando o contexto holográfico da Matriz Divina, tudo o que se passou foi perfeitamente compreensível
Os médicos convergiram para um dizer único, capaz de fortalecer dentro deles um tipo especial de sentimento.
Lembrando-nos das instruções de Neville, sobre "transformar o sonho futuro num facto presente [...] nutrindo o sentimento de que o desejo já foi satisfeito", a emoção dos médicos foi simplesmente sentir que a mulher já estava curada 14.
Ainda que soubessem que o tumor tinha existido durante os momentos do processo, eles também reconheceram que a presença do tumor era apenas uma possibilidade dentre as muitas que existiam.
Naquele dia, eles promulgaram o código que clama por outra possibilidade.
Ao fazerem isso, usaram a linguagem que a Matriz reconhece e responde — aquela da emoção humana que dirige a energia (veja o Capítulo 3).
Enquanto observávamos os médicos, ouvimo-los repetirem um mantra de palavras variadas que poderia ser traduzido livremente por "já feito, já feito".
Logo no início, parecia que nada estava acontecendo.
Repentinamente, o tumor começou a tremular, aparecendo e desaparecendo, como se oscilando entre realidades.
O silêncio na sala era absoluto enquanto olhávamos a tela, espantados.
Passados alguns segundos o tumor esvaiu-se, desaparecendo completamente da tela [...] tinha desaparecido.
Todo o restante estava lá, como estava segundos antes tudo igual,
exceto o tumor que ameaçara a vida da mulher.
A sala parecia a mesma.
Os médicos e o técnico estavam presentes e nada "fantasmagórico" parecia ter acontecido em nenhum outro lugar, simplesmente a circunstância que antes havia ameaçado a vida da mulher tinha desaparecido.
Lembro-me de me ter ocorrido uma advertência antiga: com um pouco de fé, podemos remover montanhas
Lembro-me também de ter ponderado, um pouco antes, de ter sempre acreditado que a expressão "mover montanhas" era metafórica
Via agora que se tratava da descrição de um fato real.
Usando a fórmula da raiz quadrada que conduzia ao 1%, a população da clínica tinha provado que a consciência era capaz de afetar diretamente a realidade.
Havia um total de seis pessoas na sala quando a cura aconteceu (três médicos, o técnico, o operador da câmara e a mulher doente).
Aplicando a fórmula, a raiz quadrada de 1% da população presente na sala era de apenas 0,244 de pessoa!
Com menos de uma pessoa cumprindo aquela exigência de crença absoluta de que a cura já se tinha produzido, a realidade física do corpo da mulher foi mudada.
Ainda que o número nesse caso tenha sido pequeno, a fórmula ainda se mostrou válida.
Como observado antes, esse total é o número mínimo  de pessoas para que se dê um salto para a nova realidade.
Com toda a probabilidade, 100% das pessoas da sala experimentaram o sentimento daquela cura; apenas dois minutos e quarenta segundos depois,
o corpo da doente, foi afetado por essa realidade.
Tendo obtido a devida autorização, desde então já mostrei esse filme para muitas audiências incluindo equipes de médicos — em todo o mundo.
As reações são variadas e previsíveis.
Depois que a cura acontece, geralmente nota-se um breve silêncio enquanto os espectadores registram emocional e racionalmente o que acabaram de ver com os próprios olhos.
O silêncio cede lugar a suspiros de alegria, risadas e até aplausos.
Para algumas pessoas assistir ao filme é obter a confirmação do que já sabiam ser verdadeiro.
Até mesmo a fé fica amortecida pela validação do fato: o que foi presenciado é realmente possível.
Para os que são mais cépticos, a pergunta típica é sempre:
"Se isso é verdadeiro, por que nunca ouvimos falar a respeito?"
A minha resposta tem sido:
"Pois agora vocês viram e ouviram!"
"Quanto tempo dura esse efeito de cura?"
Invariavelmente é a pergunta seguinte.
Os estudos indicam 95% de taxa de sucesso após cinco anos, para clientes que continuaram praticando os ensinamentos recebidos na clínica quanto aos hábitos de alimentação, respiração e ginástica suave.
Depois de um suspiro resignado entre o sentimento de acreditar e a frustração de saber que tantas pessoas não conseguem ajuda mediante técnicas modernas, geralmente escuto afirmações tais como:
"É simples demais... não é possível que seja assim tão fácil!"
A minha resposta é:
"Por que esperavam menos do que isso?"
No mundo holográfico da Matriz Divina, todas as coisas são possíveis e somos nós que escolhemos qual possibilidade será realizada.
A crença de que nós estamos "aqui" e as possibilidades estão "lá" é o que nos causa essa sensação de que se trata de algo impossível.
As mesmas regras que descrevem como a Matriz Divina funciona, também nos dizem que, num nível mais profundo da realidade, o que nós geralmente consideramos como sendo "alguma coisa noutro lugar" na realidade já está "aqui", e vice- versa.
Tudo diz respeito à forma pela qual nós nos enxergamos no campo das possibilidades.
Sabendo que tudo, desde o mais horrível sofrimento até a alegria mais arrebatadora e todas as possibilidades no intervalo —já existe,
achamos compreensível que tenhamos o poder de colapsar o espaço separador para fazer com que essas possibilidades cheguem até nós.
E é assim que procedemos ... por meio da linguagem silenciosa da imaginação, dos sonhos e das crenças.
Conversão para Português Europeu:

Lúcia (anjodeluz57@gmail.com)
Como em:
https://futurodanovaterra.blogspot.pt/2017/03/uma-vez-conectados-sempre-conectados.htm

segunda-feira, 27 de março de 2017

A ABUNDÂNCIA DE DEUS É SUA AGORA!


Caro amigo, saiba que Deus é a Fonte infinita de seu suprimento. Não tema nunca a carência de paz, fé, coragem, fortaleza, sabedoria ou de meios materiais. Em estado de equilíbrio e positividade você pode sintonizá-Lo e ser provido abundantemente, porque você é Seu filho, herdeiro de Sua inesgotável riqueza!

De uma obra de V. Ingrattan, destaquei este trecho: insisto no fato inalterável de que DEUS É MEU SUPRIMENTO, até que eu possa senti-Lo, vê-Lo e experienciá-Lo! Atualmente nada me importa mais do que a compreensão e certeza deste fato. Cultivo-o a cada dia! Dormindo ou acordado, todo o meu ser se firma nesta verdade, até possuí-la nas profundezas da minha alma.”

Conscientizando que tenho parte na abundância de Deus, clamo repetidamente por meu bem.Ela é minha agora mesmo! Rejeito complexos de inferioridade, conceitos negativos de que seja incompetente ou “sem jeito” para fazer as coisas. Ao contrário, aplico-me confiantemente às tarefas, sabendo que posso aprender e executar com primor tudo a que me dedicar! Se faço bem a minha parte, a abundância divina virá a meu encontro, às vezes de direções inesperadas ou canais inusitados. O fato é que, quanto maior seja a minha necessidade, tanto maior será a minha força de atração do suprimento para ela. E também, com mais abundância, o Pai preencherá meu intenso desejo!

Às vezes nos rebelamos contra as exigências e disciplina da vida. Achamos que merecemos mais conforto e despreocupação. Reclamamos a condição de “filhos bem-amados de Deus”: que o Pai nos assista em nossas lutas, inseguranças e desafios. É mais importante recordar-nos que o impedimento é nosso: nossos estados negativos não estão permitindo que Deus nos revele a Sua graça e suprimento, bem próximos e acessíveis!

Faça sua experiência desta verdade, com toda a sua alma! Jesus ensinou: Pedi e recebereis: buscai e achareis: batei e abrir-se-vos-á”. É uma chave: se você não anseia, não se abre, como pode atrair o seu bem? Como pode entrar o sol em sua casa, se você não lhe abre as janelas? Assim, abra-se, deseje, peça o seu justo bem e ele lhe será suprido, além da medida que espera! Mas tenha cuidado com as crenças negativas já em seu subconsciente: de que você não merece; de que tudo se conquista com esforço humano e nada devemos esperar dos céus, etc. Você não tem o direito de rejeitar uma verdade, se ainda nada fez para confirmá-la, Em realidade, Deus está provendo incessantemente, por inúmeros meios, todas as nossas necessidades e insuficiências aparentes, quando não Lhe opomos bloqueios internos.

Seu entusiasmo está arrefecido? Julga-se incapaz de enfrentar e vencer algum desafio atual? Então abrace com fé esta verdade: “A ABUNDÂNCIA DE DEUS É MINHA, AGORA!” Ponha em primeiro plano esta verdade. Afirme-a e reafirme-a, substituindo, com ela, os temores e sugestões limitativas. Erga o seu íntimo para o suprimento infinito de Deus. Deixe-O abençoá-lo e supri-lo. Dê graças antecipadas por isto, na certeza de ele já estar a caminho. De sua parte, faça o melhor! Relembre o que diz a parábola do filho pródigo: Filho, tudo o que é meu, é teu!” Estas palavras são dirigidas a você! Aceite-as e faça delas a sua experiência prática!

Reconstrua o conceito que tem de você mesmo: saiba que você é um filho bem-amado de Deus. Firme sua fé no direito que tem. Declare: “Nem as memórias passadas, nem as limitações do presente podem anuviar a minha consciência da verdade, Sou filho bem-amado e herdeiro de Deus. Desejo e me abro à Sua abundante provisão. Sei que Ele é Fonte inesgotável de bem. Aceito esta verdade agora!”

Se você já está usufruindo a graça desta verdade e está procurando ajudar alguém, o mais poderoso apoio que lhe pode dar é reconhecer, com absoluta convicção, que Deus é a Fonte infalível e amorosa de suprimento dessa pessoa. Não duvide! Varra as opiniões negativas que tenha tido dela. Se puder ajudá-la com folhetos ou com palavras (se ela o buscar), melhor. Se não, libere-a e entregue-a confiantemente a Deus! Faça disto um IDEAL. Seja isto a sua PRECE!

*


Caro amigo, saiba que Deus é a Fonte infinita de seu suprimento. Não tema nunca a carência de paz, fé, coragem, fortaleza, sabedoria ou de meios materiais. Em estado de equilíbrio e positividade você pode sintonizá-Lo e ser provido abundantemente, porque você é Seu filho, herdeiro de Sua inesgotável riqueza!

De uma obra de V. Ingrattan, destaquei este trecho: insisto no fato inalterável de que DEUS É MEU SUPRIMENTO, até que eu possa senti-Lo, vê-Lo e experienciá-Lo! Atualmente nada me importa mais do que a compreensão e certeza deste fato. Cultivo-o a cada dia! Dormindo ou acordado, todo o meu ser se firma nesta verdade, até possuí-la nas profundezas da minha alma.”

Conscientizando que tenho parte na abundância de Deus, clamo repetidamente por meu bem.Ela é minha agora mesmo! Rejeito complexos de inferioridade, conceitos negativos de que seja incompetente ou “sem jeito” para fazer as coisas. Ao contrário, aplico-me confiantemente às tarefas, sabendo que posso aprender e executar com primor tudo a que me dedicar! Se faço bem a minha parte, a abundância divina virá a meu encontro, às vezes de direções inesperadas ou canais inusitados. O fato é que, quanto maior seja a minha necessidade, tanto maior será a minha força de atração do suprimento para ela. E também, com mais abundância, o Pai preencherá meu intenso desejo!

Às vezes nos rebelamos contra as exigências e disciplina da vida. Achamos que merecemos mais conforto e despreocupação. Reclamamos a condição de “filhos bem-amados de Deus”: que o Pai nos assista em nossas lutas, inseguranças e desafios. É mais importante recordar-nos que o impedimento é nosso: nossos estados negativos não estão permitindo que Deus nos revele a Sua graça e suprimento, bem próximos e acessíveis!

Faça sua experiência desta verdade, com toda a sua alma! Jesus ensinou: Pedi e recebereis: buscai e achareis: batei e abrir-se-vos-á”. É uma chave: se você não anseia, não se abre, como pode atrair o seu bem? Como pode entrar o sol em sua casa, se você não lhe abre as janelas? Assim, abra-se, deseje, peça o seu justo bem e ele lhe será suprido, além da medida que espera! Mas tenha cuidado com as crenças negativas já em seu subconsciente: de que você não merece; de que tudo se conquista com esforço humano e nada devemos esperar dos céus, etc. Você não tem o direito de rejeitar uma verdade, se ainda nada fez para confirmá-la, Em realidade, Deus está provendo incessantemente, por inúmeros meios, todas as nossas necessidades e insuficiências aparentes, quando não Lhe opomos bloqueios internos.

Seu entusiasmo está arrefecido? Julga-se incapaz de enfrentar e vencer algum desafio atual? Então abrace com fé esta verdade: “A ABUNDÂNCIA DE DEUS É MINHA, AGORA!” Ponha em primeiro plano esta verdade. Afirme-a e reafirme-a, substituindo, com ela, os temores e sugestões limitativas. Erga o seu íntimo para o suprimento infinito de Deus. Deixe-O abençoá-lo e supri-lo. Dê graças antecipadas por isto, na certeza de ele já estar a caminho. De sua parte, faça o melhor! Relembre o que diz a parábola do filho pródigo: Filho, tudo o que é meu, é teu!” Estas palavras são dirigidas a você! Aceite-as e faça delas a sua experiência prática!

Reconstrua o conceito que tem de você mesmo: saiba que você é um filho bem-amado de Deus. Firme sua fé no direito que tem. Declare: “Nem as memórias passadas, nem as limitações do presente podem anuviar a minha consciência da verdade, Sou filho bem-amado e herdeiro de Deus. Desejo e me abro à Sua abundante provisão. Sei que Ele é Fonte inesgotável de bem. Aceito esta verdade agora!”

Se você já está usufruindo a graça desta verdade e está procurando ajudar alguém, o mais poderoso apoio que lhe pode dar é reconhecer, com absoluta convicção, que Deus é a Fonte infalível e amorosa de suprimento dessa pessoa. Não duvide! Varra as opiniões negativas que tenha tido dela. Se puder ajudá-la com folhetos ou com palavras (se ela o buscar), melhor. Se não, libere-a e entregue-a confiantemente a Deus! Faça disto um IDEAL. Seja isto a sua PRECE!

*

http://fachodeluz.blog.br/wp/

A Oniausência do suposto "mundo dos fenómenos"

 

Quando a Bíblia diz que “sem o Verbo – Deus – “nada do que foi feito se fez” (João 1:3), revela que SOMENTE DEUS É REALIDADE – ESPIRITUAL E ONIPRESENTE. A premissa básica do estudo da Verdade Absoluta é esta: DEUS É TUDO COMO TUDO”.

Que é a ILUSÃO? Que é o “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”?  Que é a “APARÊNCIA”? NÃO É DEUS! NÃO É VERBO! PORTANTO, SIMPLESMENTE “NÃO É’!

AQUILO QUE É só pode ser percebido pela MENTE QUE É! AQUILO QUE “NÃO É” só pode aparentar ser percebido pela  MENTE QUE “NÃO É”.  Isto quer dizer o seguinte: apenas ler que DEUS É TUDO, sem meditar para reconhecer que DEUS É QUEM SOMOS, E QUE A MENTE DE DEUS É A MENTE QUE TEMOS, não nos basta!

É fundamental acharmos tempo para reconhecer a ONIPRESENÇA DE DEUS  e a ONIAUSÊNCIA do suposto “mundo dos fenômenos”! REALIDADE É REALIDADE, “MIRAGEM” É NULIDADE!

O MUNDO FENOMÊNICO É MERA MANIFESTAÇÃO TEMPORAL DE UM RETRATO MENTAL ILUSÓRIO VISTO ATRAVÉS DA LENTE DA MENTE. AS COISAS DO MUNDO FENOMÊNICO SÃO TODAS INEXISTÊNCIAS, E AS COISAS MATERIAIS E AS FASES MENTAIS SÃO TODAS VÃS”. Esta é parte da REVELAÇÃO DIVINA que deu origem à Seicho-no-ie. Podemos notar que DEUS, COMO ÚNICA REALIDADE, é ensinado juntamente com a IRREALIDADE do “mundo fenomênico”! É necessário que reconheçamos a TOTALIDADE DE DEUS e a NULIDADE  “DESTE MUNDO”!

Na Prática do Silêncio, é fundamental aceitarmos sem reservas que SEM O VERBO DE DEUS, NADA FOI FEITO”; desse modo, as “APARÊNCIAS DE MAL” poderão ser com serenidade rechaçadas como “NADAS”.  A Chave de Ouro, de Emmet Fox, é  bastante útil, para que “troquemos de referencial”, do ponto de vista das “miragens” para o ponto de vista da Verdade Eterna. A  Chave de Ouroassim diz: “Deixe de pensar no problema e reconheça Deus  já no lugar do problema!”

A revelação diz: “O mundo fenomênico é mera manifestação TEMPORAL de um retrato mental ILUSÓRIO”.  O QUE É PERMANENTE É DEUS, A REALIDADE, O QUE DEUS FAZ! Praticar a Verdade significa “pôr em prática”, sem vacilação, os princípios da Verdade,  significa ter “fê”, não como esperança de mudança na ILUSÃO, mas  FÉ COMO “CERTEZA DA COISA NÃO VISTA”Esta certeza é o que nos faz PERMANECER EM “MIM”, NO DEUS QUE SOMOS, NO DEUS QUE É O UNIVERSO REAL EM QUE ESTAMOS!

GRAVE MUITÍSSIMO BEM: DEUS É PERFEIÇÃO ONIPRESENTE, E O SUPOSTO “MUNDO FENOMÊNICO” É ONIAUSÊNCIA! “MIRAGEM”, “NADA”!

http://fachodeluz.blog.br/wp/

DISTINGUINDO O PROPÓSITO DE ALMA

ASHTAR SHERAN
DISTINGUINDO O PROPÓSITO DE ALMA
Através de Thiago Strapasson 23/03/2017 

Saudações nobres almas,
Sou seu irmão, Asthar, e venho hoje a lhes dizer uma simples palavra de amor, para que continuem a jornada de luz a que se propuseram a trilhar.
São vocês, meus irmãos, que passam seus dias a se enfrentar, a trazer ao seu mundo tudo aquilo que lhes foi pedido e que aceitaram que o fariam.
Eu sei que nesse trajeto enfrentam as dores humanas, a confusão que a mente os causa quando entram em conflito com o coração.
Sei sim meus irmãos, pois já estive onde estão, já me utilizei de uma veste física em tempos longínquos.
Foi necessário que assim o fizesse, pois como poderia lhes confiar uma missão se eu mesmo não tivesse passado pelas provas que a matéria nos impõe.
Assim como vocês suportei duros desafios da alma, a ponto de muitas vezes negar a existência de um Deus, ou até mesmo da unidade e da irmandade.
Sei do que é feita a vida, de dúvidas que nos levam e arrastam o coração, que nos colocam diante de nós mesmos a duvidar do caminho a prosseguir.
Na vida física confundimos o amor, que muitas vezes se torna apego por aqueles que necessitamos ao nosso lado, deixamos a coragem de lado para dar vazão a medos inimagináveis em ambientes mais sutis.
Mas tudo isso é aquilo que nos enobrece a alma, pois se somos capazes de nos encontrar nesse ambiente onde permeiam as mais variadas energias, esquecidos de nosso propósito de alma, longe de nossos dons sagrados, diante da ilusão da separação e da luta para sobrevivência diária, o que se dirá da força de nossa luz, do resplandecer de nossa essência em ambientes onde a regra é o amor incondicional.
Passar pelas trilhas da alma pela vida física é a consolidação de tudo aquilo que somos, livres de todas as restrições e cristalinos no propósito.
Pois, meus irmãos, viver em um ambiente tridimensional, em tempos de grandes mudanças de paradigmas é para os fortes e valentes, aqueles que sabem da paz de seus corações e confiaram que a encontrariam onde quer que fosse.
Por esse motivo é que não devem adentrar ao jogo ilusório da separação, onde focam naquilo que advém do ego, da mente, que os coloca como seres separados que brigam entre si para se manterem em um planeta.
Não é isso meus irmãos, pois esse é o jogo ilusório da separação que vieram justamente a transcender em seus dias.
Ao assim fazerem, adentrando aos medos coletivos, afastam-se da maior armadura de luz que possuem, a paz de seus corações, a maior proteção dada pelo Pai/Mãe a todos os seus filhos.
Devem separar tudo aquilo que sentem que são daquilo que disseram que são.
Precisam ancorar o real propósito de elevação, da busca de si mesmos, do autoconhecimento, do abandonar os apegos materiais.
Somente assim encontram a paz e o amor que são, independentemente de onde estiverem.
Porque o propósito maior não é egóico, de se elevar para se livrar de todas as restrições e então seguir de maneira solitária. Não, meus irmãos, vocês vieram para algo mais, para deixar um legado por onde passarem, para deixarem um recado de amor.
Esse é o propósito de cada um de vocês.
 E fazem assim ao encontrar essa paz do coração, pois dela é que parte tudo que são.
Ao saírem da crítica, do julgamento, da imposição, do querer, sendo capazes de apenas se manterem em sua verdade sem discussões inúteis.
É por isso que não devem deixar se adentrar na ilusão, no revanchismo, em colocar sua consciência no julgamento, seja ele de que forma for: político, religioso, ideológico, pois vieram a aprender, mas como já trazem um conhecimento, vieram a mostrar que cada ser humano nesse planeta é livre para tomar suas decisões, sejam elas de que espécie forem, não importa.
Cada ser possui o livre arbítrio de ancorar suas próprias lições.
A vocês cabe seguir a vida, ancorando um propósito maior de elevação, mostrando o que é amar as diferenças, não aceitando as desigualdades impostas pelo mundo, porém mostrando a forma como deve ser feito através de atitudes e não de palavras lançadas que podem ferir outros corações os quais desconhecem a dor.
A cada palavra dita há um coração a escutar e não cabe a vocês distinguir de qualquer maneira esse irmão, julgando como sendo da luz ou não, da verdade ou não, cabe apenas buscarem a si próprios, sempre reconhecendo o conceito maior de irmandade e bem-aventurança que lhe entregamos nesses recados.
Cada qual que lança uma palavra de crítica, de julgamento, de menosprezo está em verdade negando a si próprio por deixar ir mais uma oportunidade de buscar por sua verdade.
Quando se lançam no mundo a dizer a quem quer seja uma intenção de julgamento estão novamente a se espelharem, a se compararem, a se mostrarem mais sábios no caminho e no trajeto e isso quem faz é o ego, jamais o coração.
Qualquer que seja a escolha deve ser honrada e permitida, ancorada num propósito maior de nós mesmos e jamais como imposição daquilo que pensamos ser o correto.
Então, talvez se perguntem se devem aceitar tudo passivamente.
E eu lhes digo que um coração puro e verdadeiro não aceita muito daquilo que abrigam em seus dias, pois ele sabe da sua verdade e ela é inabalável.
Ele confia e a partir dessa certeza ancora o propósito maior de si mesmo e toma as providências para que a verdade de seu coração se manifeste no mundo, ele conduz com equilíbrio, com confiança, passando sobre o jogo da ilusão com a paz interior que os grandes de coração trazem dentro de si.
Sei bem que nem sempre é fácil tomarmos as decisões que necessitam ser tomadas estando em um ambiente de restrições, mas se ouvirem sua quietude interior, sua paz, ela sempre prevalecerá.
Quando deixam de ouvir o medo e passam a pensar no planeta, em tudo que está a nossa volta, encontram essa paz que os digo agora e então podem ser verdadeiros com vocês mesmos.
O caminho do coração sempre será o da unidade plena e jamais da divisão, da disputa, seja ela qual for.
Aqueles que adentram na disputa de palavras, do ego, por necessitarem se mostrar certos estão no fundo em grande conflito interior.
Pois aquele que conhece sua verdade sabe, confia, não necessita de nada mais senão daquilo que traz dentro de si.
E foi para isso que vieram, para encontrarem esse sentimento da certeza do que são, daquilo que vieram a fazer.
Não há outro motivo de estarem nesse ambiente, senão de mostrarem a si mesmos do que são feitos.
Tudo o mais, meus irmãos, é a ilusão da vida, da falta de propósito e de confiança em si mesmo.
Estejam certos dessa verdade,
Sou seu irmão Ashtar Sheran


Como em:
https://futurodanovaterra.blogspot.pt/2017/03/ashtar-sheran-distinguindo-o-proposito.html