domingo, 20 de agosto de 2017

A SUA LUZ COMO UMA SEMENTE ESTELAR É ESSENCIAL

 


UMA MENSAGEM PARA AS SEMENTES ESTELARES
sábado, 19 de agosto de 2017
Você é uma SEMENTE ESTELAR?
Se você está lendo isso, você provavelmente é.
Se você se entusiasma com a Ascensão e está atraído pela informação sobre a Quinta Dimensão - e você também sente que está aqui para ajudar a humanidade e a Terra durante esses tempos de grande transformação - você definitivamente é.
Como uma Semente Estelar, você pode sentir ou mesmo se lembrar de seu Lar em uma civilização avançada em algum lugar nas estrelas,
e você pode às vezes ficar "com saudades de casa", querendo retornar para lá.
E, no entanto, você também sabe que veio a Terra com o compromisso de fazer tudo o que puder para trazer maior Luz,
Sabedoria e Amor para ajudar a raça humana em sua evolução. Então, continue, não importa o quão difícil seja fazê-lo às vezes.
Você poderia ter chegado aqui a qualquer momento na história da Terra.
Você pode ter vindo há milhares de anos e continuou a viver aqui,
vida após a vida, evoluindo em forma humana - ou isso pode ser a sua primeira encarnação em um corpo humano.
De qualquer forma, você está aqui agora como parte de uma enorme equipe de pessoas em todo o planeta, todos acordados com o mesmo compromisso de ajudar a humanidade a dar o enorme salto para a consciência superior conhecida como a Quinta Dimensão.
ENERGIAS DO ECLIPSE SOLAR
Eclipses são momentos intensos para as Sementes Estelares.
Uma oportunidade para ajudar a fazer avanços poderosos em seu empenho está acontecendo durante o Eclipse Solar Total em 21 de agosto.
Como você provavelmente está ciente, as energias estão ficando cada vez mais intensas à medida que nos aproximamos dessa data, e atravessamos o período de tempo altamente carregado desde o Eclipse Lunar ocorrido em 7 de agosto e o "Portal de Leão" em 8 de agosto.
Na verdade, parece ser um período de tempo desafiador para a maioria das pessoas no planeta; mas para você como uma Semente Estelar, pode ser ainda mais difícil, pois você pode estar carregando o karma coletivo que você concordou em algum nível de Alma solucionar, assim como o seu.
É importante lembrar que, através do plano divino, as energias que circulam no planeta agora estão aqui para destruir e colapsar todas as estruturas do mundo que são corruptas e desalinhadas com Integridade e Amor.
E elas também estão servindo para liberar/soltar todas as emoções e padrões de crença dentro de nós como indivíduos que não estão alinhados com as qualidades da Quinta Dimensão.
Na verdade, se ficarmos conscientes, podemos perceber que é um momento em que temos a oportunidade de fazer mudanças importantes em nossas vidas se optarmos por alcançar a alta vibração das energias.
Eclipses criam uma oportunidade extraordinária para fazer isso.
SUA LUZ COMO UMA SEMENTE ESTELAR É ESSENCIAL
As meditações das Sementes Estelares são poderosas.
De qualquer forma, é importante entender o quão essencial você é para ajudar a humanidade no salto da consciência que o coletivo estará fazendo.
Sua consciência, seu amor, sua capacidade de manter a Luz Divina são todos necessários - especialmente neste momento, à medida que os eventos começam a realmente se aquecer no mundo em tantas plataformas diferentes.
Nós podemos muito bem entrar em algum momento do agitar e rolar.
Agora é a hora de aumentar o seu compromisso de meditar e manter Luz para o planeta e a todos à sua volta.
Se você pode se juntar a meditações de grupo em 21 de agosto, pode ser uma maneira muito poderosa de contribuir para a libertação da humanidade.
Para apoiá-lo na sua tarefa como uma Semente Estelar, criei este vídeo para ajudá-lo a descobrir cada vez mais claramente o que está sendo solicitado a você durante os próximos tempos.
Autor: Vidya Frazier 
Tradução: Vilma Capuano  
Veja mais Artigos Aqui

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/08/uma-mensagem-para-as-sementes-estelares.html
Como em:
 https://futurodanovaterra.blogspot.pt/2017/08/uma-mensagem-para-as-sementes-estelares_19.html

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

CONFLAGRAÇÃO FINAL


 

MARIA
CONFLAGRAÇÃO FINAL
12 Agosto 2017
17/08/2017
S.Estr. - Importante mensagem)
"Tornem-se leves, sejam o que vocês são em verdade, não se preocupem do que diz vossa pessoa, do que diz vosso corpo, vão além disso".
Eu sou Maria,
Rainha dos Céus e da Terra.
Filhos bem amados, que a Paz e a Alegria acompanhe cada um de vocês, me escutando ou lendo minhas palavras.
Intervenho entre vocês alguns dias antes de 15 de Agosto.
Vocês sabem, isso vos foi anunciado pelo Comandante dos Anciãos e venho hoje confirmá-lo, agora que por toda parte, sob vossos olhos como em vocês, desenrola-se a cena final da ilusão deste mundo, chegando ao seu termo que é o que eu nomearei a conflagração final da resistência  e da oposição à Luz em meio ao que os profetas anunciaram há muito tempo como muito recentemente.
Assim portanto os acontecimentos do mundo estarão em seu apogeu extremamente rapidamente agora,
levando-vos a se posicionarem, se posso dizer, na Alegria ou na não-Alegria.
Lembro-vos que essa Alegria não depende de nenhuma circunstância exterior pois enquanto vossa Alegria
está condicionada, quer seja por vossa saúde, vosso nível de energia ou por qualquer acontecimento que seja,
então essa não é a verdadeira Alegria.
A Teofania perpétua que nós instalamos e instauramos juntos permite a cada um de vocês, mesmo nada tendo vivenciado, de ter a escolha, em cada ocasião, de se colocar em sua eternidade ou de reagir em meio ao efêmero, e quaisquer que sejam os acontecimentos que cada um de vocês tem a viver neste período de resolução.
Além disso vocês sabem que assim como vocês, nós esperamos a visibilidade em vossos céus do sinal celeste,
que acompanhará meu Apelo.
Assim como nós sempre vos dissemos, quanto mais latência houvesse antes do aparecimento de Nibiru, haveria mais irmãos e irmãs dos meus filhos que estariam prontos e dispostos a viver sua eternidade
Assim então eu vos anuncio neste dia e a partir do 15 de agosto, até o fim de vosso mês de agosto, é de vossa responsabilidade, a cada um de vocês, diante de qualquer circunstância de vossas vidas individuais ou coletivas, de se entregarem definitivamente ao vosso coração, em vosso coração, em vossa eternidade, e não em meio aos jogos da Ilusão.
Qualquer que seja o sofrimento ou qualquer que seja a alegria vivida em meio ao efêmero, não há nenhuma importância ao olhar da Alegria eterna, que não depende de nenhuma circunstância nem de nenhum bem-estar.
Aliás vocês observam, cada um de vocês, que não é mais possível de maneira nenhuma vocês mentirem a vocês mesmos ou mentir a quem quer que seja, porque há ou a Alegria ou o sofrimento.
Essa Alegria não depende nem de vossas circunstâncias,
como acabei de exprimir, nem mesmo de vossos anseios ou de vossos desejos.
Essa Alegria apenas decorre, em definitivo, do abandono sincero do jogo do efêmero a fim de viver o que resta desse efêmero em meio ao vosso coração, preenchido de Graça e de Alegria, preenchido de evidência, ou então transbordando de conflitose isso depende completamente e somente de vocês.
Não existe, eu os lembro, nenhuma circunstância de vossa vida ou de vosso efêmero que não possa solucionar a presença da Alegria ou sua ausência; há apenas vocês e somente vocês, e cada dia que vai passar vai
vos confirmar, vai vos demonstrar.
De fato, há somente vocês que podem aceitar soltar, não mais resistir, não mais alimentar e manter o que definitivamente está prestes a desaparecer ou soltá-lo
Estejam certos de que cada uma de vossas circunstâncias individuais, como no nível da conflagração planetária que é iminente, não pode impedir a verdade de vosso coração de brilhar na superfície deste mundo.
E se a verdade de vosso coração não brilha, se a Alegria não é permanente, então é que vocês ainda estão
de algum modo inscritos no efêmero de vossa pessoa, quer dizer, no que vocês chamaram a dualidade, a oposição entre o bem e o mal.
Todavia cada um de vocês, de acordo com o que pode pesar e suportar, é conduzido a viver os momentos mais ou menos intensos, mais ou menos prolongados, dessa Alegria sem objeto que arrebata vosso coração no êxtase da Verdade e no êxtase da verdadeira Vida.
Assim eu não vos escondo e isso vos é aparente onde quer que vocês voltem vosso olhar na superfície deste mundo – que a conflagração final, no nível da humanidade, realmente começou neste mês de agosto, mesmo se aí onde vocês estão, vocês não vejam nenhuma consequência disso.
Essas consequências não tardarão a aparecer, quer isso seja no interior de vocês como na tela de vossa vida.
E é nisso que vos pertence, em toda autonomia, em toda liberdade, graças ao Caminho da Infância e à Inocência, reencontrar definitivamente a verdade de vosso coração e de sorrir à Vida, à Vida eterna como à vida efêmera que se desagrega e desaparecerá em breve de vossos sentidos, e mesmo de vossa consciência.
Ali onde vocês colocam vosso olhar, quer isso seja no exterior ou no interior de vocês, isso é cada vez mais claro entre o que resta de pessoa,entre o que resta de ilusão a esse mundo e em seu futuro, e a Verdade eterna que vocês são, individualmente e coletivamente.
Essas circunstâncias e essas ocasiões tornam-se cada vez mais incisivas, cada vez mais visíveis, vos será, apesar da complexidade de algumas situações e de algumas vivências, mais fácil ainda nesses casos de se voltarem para a Verdade e vivê-la sem obstáculo, a partir do instante em que vocês não resistem mais, a partir do instante em que vocês não lutam mais, não para vos apagar deste mundo, mas bem mais para aí aparecer na totalidade de vosso ser, na totalidade da Alegria, e isso qualquer que seja o estado de vosso corpo, o estado de vossa pessoa, e ainda mais de acordo com o estado do mundo, onde quer que vocês estejam em sua superfície.
Como vocês o sabem o conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres está agora posicionada acima de alguns locais deste planeta, acima de algumas grandes cidades, de maneira visível como invisível.
Nós todos estamos ao vosso lado e ao redor de vocês,
não para vos salvar, pois somente vocês podem fazê-lo,
nós vos explicamos e dissemos suficientemente.
A equação é hoje muito simples para cada um de vocês,
qualquer que seja vosso estado, de Desperto, de Liberado ou de adormecimento.
As circunstâncias de cada uma de vossas vidas são muito exatamente aquelas que vos convém para descobrir a Verdade, vossa verdade eterna e a verdade sobre a ilusão deste mundo, sobre esse espetáculo que não rima com nada e que não vos conduz a parte alguma, se não é para viver sempre mais privações, sofrimentos, enquanto que a abundância da Paz do coração e a abundância da Graça pedem apenas uma coisa, de aparecer além de todos os conflitos, de todas as resistências e de todas as oposições à Alegria, a partir do instante em que vocês aceitam em verdade deixar o que ainda pode vos prender.
E onde quer que vocês estejam no plano de vosso estado vibratório hoje, vos é dado a ver muito facilmente o que é Alegria e o que não é.
E vendo-o, vocês o sabem, torna-se muito simples instalar-se no coração da Teofania a fim de deixar a Alegria apagar e transcender o que ainda não está esclarecido.
O Comandante vos disse no mês precedente, doravante não há em vocês nenhuma possibilidade de ação por vocês mesmos sobre o efêmero.
Há apenas vossa eternidade que vos enche de Graça, que vos preenche, que vos satura de Alegria, e que vos conduz na Morada da Paz Suprema, ali onde a felicidade reina sem divisão, com evidência.
Como eu vos disse, nós estamos ao vosso lado e ao redor de vocês, por toda parte sobre a terra
No dia da Assunção, em três dias em relação a este dia,
vos será dado, a cada um, uma ajuda abundante a fim de viver em toda evidência e em toda simplicidade uma Teofania bem mais intensa e bem mais evidente do que tudo o que vocês puderam viver até o presente.
Quer isso tenha sido por um momento, quer isso tenha sido com mais verdade e insistência, as Teofanias mudaram em vocês numerosos elementos de vossa pessoa e deixam transparecer, cada um em sua medida, a verdade da Eternidade.
É o mesmo, é claro, na tela do mundo, e meu coração de Mãe se alegra, além da conflagração final desse mundo, da verdade do aparecimento da Luz, da verdade... de vossa verdade mesmo em meio à consciência desse mundo.
Vocês são a cada dia mais numerosos a encontrar o coração, a encontrar a esperança, a encontrar a Verdade, mesmo que apenas por fulgurâncias, por brilhos.
Cada brilho da verdade vivida em vocês é indelével e vos põe em sede dessa Verdade, podendo se traduzir em meio a vossa pessoa por mecanismos de irritação, de exasperação, ou ainda de impaciência concernente aos acontecimentos que estão em curso, vocês o sabem.
De fato, a Ascensão da Terra começou no mês de março, vossa liberação também, e eu não vos escondo que daqui ao fim de agosto, além mesmo da possibilidade do avistamento, para alguns de vocês, de Nibiru, há antes de tudo a cena final que abre diante de vocês a última etapa da revelação do Apocalipse, da revelação
de São João.
Cada um, estejam certos, está exatamente nas circunstâncias as mais adequadas para viver sua liberdade ou sua liberação.
Na sucessão dos acontecimentos que vos foram enunciados, aparece-vos de maneira cada vez mais clara, e na proximidade, de que os acontecimentos chamados
« fim dos tempos » estão em vocês e estão sobre este mundo.
Inumeráveis são os sinais, e eles se tornarão a cada dia mais numerosos, quer isso seja no nível dos Elementos, quer isso seja mesmo no nível de vossa vida, quer isso seja em meio a vossas relações, onde o que deve se acabar se acaba, onde o que deve nascer termina de nascer.
Tudo isso, apesar das aparências, concorre para estabelecer uma facilidade para viver e descobrir a Alegria, para viver as Teofanias, pois é nos momentos em que o ser humano pode por vezes cair ao mais baixo que ele encontra a Verdade, que ele encontra a inviolável felicidade e leveza do coração, além de qualquer aparência, de qualquer sofrimento e de qualquer problemática podendo ainda parecer existir em vocês,
mas que somente depende, eu vos lembro, de vossa pessoa e de vossa incapacidade, para alguns entre vocês,
quaisquer que sejam os aspectos de consciência que foram vividos até o presente, para soltar, se posso dizer, ainda a história e para fazer como meu Filho na Cruz :
« Pai, eu entrego meu Espírito entre suas mãos».
Aí está o último Abandono à verdade da Luz, à verdade da Teofania e da Graça.
E lembrem-se de que não há esforços a fornecer, mas bem mais um abandono total e sem condição à Eternidade, mesmo se isso vos é desconhecido.
Não há outras maneiras de atravessar, se posso dizer, essa última etapa, e isso tornou-se possível pela Graça e o Amor, pela Verdade e pela ação da Luz, por sua Inteligência, que não pode em nenhum caso se acomodar da persistência de qualquer elemento pessoal, quer seja de sofrimento, de ressentimento, de não-perdão ou de não-compreensão.
Lembrem-se de que isso aliás não pode ser compreendido, mas simplesmente vivido, em toda liberdade de consciência.
Então cada um de vocês, no âmbito de uma prova, no âmbito de uma alegria efêmera, no âmbito de um conflito, no âmbito de uma doença, descobrirá de maneira formal, o mais tardar no momento de meu Apelo, a verdade de seu próprio coração.
Ao mesmo tempo a intensificação das radiações, como vocês as chamam, quer elas venham do céu como da Terra, do Sol como do cosmos, de agora em diante se conjugam da maneira a mais extrema, se posso dizer,
segundo vossos critérios, e isso vai levá-los a mudar, para alguns entre vocês, radicalmente de ponto de vista.
Lembrem-se de que não é mais o tempo, hoje, de prevenir vossa família, vossos irmãos e vossas irmãs que ainda dormem, uma vez que esses devem dormir até o último minuto a fim de que o efeito surpresa –certamente violento desencadeará essa resiliência do coração e da descoberta da lei do Um, a descoberta da Graça, a descoberta da leveza, e sobretudo a descoberta do que são realmente as Teofanias.
Mesmo para cada um de vocês, meus filhos, que estão despertos em qualquer estado que seja, eu vos peço humildemente para entrar em vocês, não em meditação,
não se excluindo do mundo, mas para estarem de algum modo disponíveis a cada olhar, a cada palavra, a cada sopro, de vosso primeiro olhar no dia que se levanta como em vosso último olhar antes de dormir, de estarem lúcidos sobre a verdade do coração, sobre a verdade da Teofania.
(Obs: S. Estr. - Teofonia - aparição ou manifestação Divina)
Que vocês vivam alguns fragmentos disso ou a totalidade da intensidade não muda nada, pois é de vosso posicionamento de consciência nesses momentos, a cada minuto mesmo, que a vigilância da Liberdade deve ser observada, que a manifestação da Graça deve tornar-se cada vez mais evidente e cada vez mais resplandecente.
Então certamente, vocês o sabem, entre o fim deste verão e o início deste outono, muitos elementos estão reunidos e se conjugam doravante sobre a tela do efêmero deste mundo, como o vosso, para chegar ao sinal tão temido, tão desacreditado ou tão esperado:a visibilidade em vossos céus da Luz, a visibilidade do que sustenta o céu
e do que sustenta a Terra.
Terra, que eu vos lembro, vive agora a comunhão dos quatro Elemento sem seu seio, liberando as forças do Éter livre, permitindo-lhes ainda mais manifestar e amplificar o Fogo do Espírito, o Fogo da Verdade.
Assim posso dizer que a cada minuto, de agora em diante, e sobretudo a partir de 15 de agosto, nós vos convidamos, nós, junto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, em meio a vossas atividades quaisquer que elas sejam, mesmo as mais ordinárias, para estar em comunhão conosco a fim de estabelecer, a partir desse dia, essa Teofania perpétua de maneira ainda mais evidente, para aqueles entre vocês que as vivem, e de as descobrir, para aqueles entre vocês que não as vivem.
Não esqueçam que vocês não têm necessidade de palavras, vocês não têm necessidade de postura, vocês não têm necessidade de olhar, vocês somente têm necessidade de serem verdadeiros e de deixar emanar de vosso peito o que pede apenas para se exprimir, para se exprimir e se manifestar, quer dizer a Alegria eterna da Verdade reencontrada em meio à Eternidade.
Sobre a tela de vosso mundo, assim como vocês podem observá-lo, a conflagração final aproxima-se a grandes passos e esta tem todas as possibilidades de começar antes do fim de vosso mês de agosto, permitindo então viver um mês de setembro particular, conduzindo-vos ao meu Apelo em um momento que estará mais ou menos próximo da visibilidade do sinal celeste.
Assim eu venho convidá-los, como o conjunto de minhas irmãs, como o conjunto dos Anciãos, dos Arcanjos e de todas as forças da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, a reencontrar essa inocência com evidência.
Tornem-se leves, sejam o que vocês são em verdade, não se preocupem do que diz vossa pessoa, do que diz vosso corpo, vão além disso.
Certamente lhes é necessário alimentar esse efêmero
no que ele vos pede, mas voltem vosso olhar para vosso coração e deixem a Luz trabalhar, pois ela está aí para cada um de vocês.
Que vocês vivam a quintessência disso ou que vocês não vivam nada, ela é a mesma para todos, pois da mesma maneira que o Sol ilumina indiferentemente e aquece cada um de vocês sobre a terra, é o mesmo para a Luz.
Não existe nenhuma falta, nenhum erro de posicionamento, nenhum déficit que não possa ser preenchido pela evidência da Graça, pela evidência da Verdade e do Amor, mas não o amor humano que vocês conhecem ou praticam, pois o Amor incondicionado não pode ser em nenhum caso sobreponível a qualquer amor condicionado deste mundo, seja ele o mais nobre e o mais livre, pois ele está impresso das forças da dualidade, mesmo se cada um de vocês pode às vezes sentir a totalidade desse Amor sem objeto, sem sujeito,
sem condição.
Assim então, e vocês já o constatam, à medida em que os elementos de vossa vida pessoal como da vida da humanidade se complicam aparentemente, mais há oportunidades e evidência dessa Alegria e desse Amor eternos.
Então eu os convido, cada um de vocês, a se colocarem a questão da Verdade, não aquela que cai sob vossos olhos, não aquela que surge de vossa compreensão, mas de se colocarem a questão da Verdade eterna, que vos é mascarada pelo que vocês mesmos colocaram na frente de vocês e que resiste à Luz.
Não há necessidade de preces, não há necessidade de meditação, há somente a necessidade da evidência da Infância, há a necessidade da simplicidade, há a necessidade de autonomia, a fim de compreenderem que vocês não dependem, em definitivo, de nenhuma circunstância de vosso corpo como de nenhuma circunstância desse mundo, a fim de deixar aparecer a verdade de vossa eternidade.
A cada dia, a vida na tela de vosso mundo, quer ela seja pessoal ou coletiva, vai levá-los, progressivamente ou às vezes, lamentavelmente, muito brutalmente, a se reconhecerem e a reconhecer a Verdade, a fim de serem livres apesar de tudo o que se apresenta em vosso caminho.
Lembrem-se de que a Alegria é vosso único salvo-conduto, lembrem-se de que o Amor incondicionado é a única chave para vossa liberdade, todo o resto são apenas estratégias da dualidade.
Todo conhecimento não vos serve para nada.
Tudo o que vocês construiram deve dar lugar a essa Verdade, única, que pode vos preencher.
É vivendo essas Teofanias com qualquer intensidade que seja e de maneira mais intensa e mais extensiva do que vos foi dado a viver até o presente, que vocês se darão conta da simplicidade da Luz, da simplicidade do Amor e da simplicidade da Verdade, contrastando tanto mais com a complexidade do que vos foi dado a viver, às vezes, em meio a este mundo, segundo a região, segundo o país, segundo o continente.
Portanto vocês efetivamente atravessaram, desde o final de julho, as últimas portas que eram para atravessar, para aqueles que o concebiam assim.
Nada pode ser mudado hoje, senão pela própria Graça, ou pelo meu Apelo no momento vindo.
Não vos serve para nada doravante servirem-se de vossas estratégias habituais, de vossos conhecimentos deste mundo, dos conhecimentos de vossa pessoa, interiores como exteriores, pois aí vocês não encontrarão mais a menor utilidade e vocês se darão conta muito rapidamente que somente a Teofania e o Coração do Coração podem superar qualquer incerteza,
qualquer resistência ou qualquer anomalia vivida como tal em vocês como na tela do mundo.
E lembrem-se também de que é quando vocês estão em Teofania, alinhados com vossa eternidade agindo em meio a este mundo, que vocês ajudam mais.
Isso não é nem pelas palavras, nem pelos olhares, nem pelas atenções, nem pelas raivas, mas simplesmente permanecendo em vocês, demonstrando a vocês mesmos que não há nada, em meio à ilusão deste mundo, que pode vos restringir, vos conter, ou impedir qualquer Alegria que seja, mesmo em meio ao maior dos sofrimentos, qualquer que ele seja.
Então, meus filhos bem amados, eu vos convido, nesse
15 de agosto que se aproxima, a estarem ativos em meio a vossas vidas, no que vocês têm a fazer, mas para estarem sobretudo passivos a fim de não impedirem ou bloquearem o que emana de vocês – eu o repito, quer vocês tenham consciência disso ou nãoo mais espontaneamente possível.
Assim portanto, cada dia que vai se passar após o 15 de agosto vai levá-los, como vos disse o Comandante,
a viver ou uma Alegria cada vez mais esplêndida e cada vez mais evidente, ou os episódios que são contrários
à Alegria e que não dependem de ninguém mais senão de vocês mesmos, e sobretudo não das circunstâncias efêmeras, e sobretudo não de vossas relações, de vossos afetos ou de vossas problemáticas, com vocês mesmos ou com o mundo.
É isso que representa para muitos de vocês, nesta última quinzena do mês de agosto, a possibilidade de estarem idealmente posicionados para viver o que vai se desenrolar de maneira inelutável agora, nos dias e nas semanas que vêm, sobre a tela de vosso mundo.
Silêncio…
A cada dia após o 15 de agosto, de fato, vocês constatarão uma redução do que resiste neste mundo, nessa conflagração final, mas também na tela de vossa consciência.
O que quer que seja que se produza na tela dessa consciência efêmera, quer isso diga respeito ao vosso corpo, quer isso concirna a vossas relações, a vossos afetos, quer isso concirna à vossa situação social, será exatamente o que vos é necessário para viver a Liberdade.
Portanto não serve para nada querer compreender,
querer explicar, querer justificar ou querer mudar o que quer que seja, uma vez que a hora do face à face anterior ao meu Apelo veio agora de maneira inelutável para cada um de vocês.
Então lembrem-se, e eu terminarei assim por essas palavras : o Amor e a Alegria ou o não-Amor e a não-Alegria.
Em resumo, o estado de Graça permanente ou o estado de resistência e de oposição.
Mas lembrem-se de que isso faz parte de vosso Choque da humanidade vivido de maneira individual, embora vocês especificamente, neste dia, não verão o fim deste ano sem que a conflagração final se produza e sem que a visibilidade de Nibiru seja atualizada, ainda que isso deva ser no último dia do vosso ano.
Não haverá nenhum adiamento, nenhuma espera, nem nenhum atraso suplementar concedido.
Alegrem-se disso e estejam nessa Alegria, nesse Amor,
nessa Graça.
Então vocês demonstrarão a vocês mesmos que não existe nenhum apego a este mundo, quer isso seja em meio ao amor filial, quer seja em meio à família, quer seja em meio aos vossos afetos, às vossas posses, que não poderá interferir com essa Alegria.
O Fogo do Espírito, o Fogo Ígneo, entra doravante em manifestação de maneira cada vez mais evidente, e é isso que conduz à precipitação dessa conflagração final.
Bem evidentemente, os irmãos e as irmãs opostos à Luz ou que mantém ainda, se posso dizer, as rédeas deste mundo, pensam por eles mesmos poderem escolher e poderem trabalhar no sentido que lhes convém.
Eu posso vos assegurar que isso não é nada pois trata-se apenas de gesticulações, apenas palavras visando amplificar de algum modo o terror do efêmero, aquele da morte.
E para aquele que descobre a Alegria e a Graça, para aquele que vive as Teofanias, em qualquer intensidade que seja, vocês sabem pertinentemente que isso é uma ilusão total, não por um mecanismo de adesão, mas por um mecanismo de vivência direta da Verdade.
É assim que se encadeia doravante a sucessão dos acontecimentos, como eu disse, descritos em todas as profecias, onde quer que vocês voltem vosso olhar, conduzindo cada um de vocês ao melhor posicionamento para viver meu Apelo.
Isso quer dizer também que hoje, se vocês acreditam ainda poderem refinar vossa consciência eterna pela ação de vossa pessoa, isso é um erro.
Há apenas o desaparecimento agora, como aquele que foi chamado Bidi vos disse, que pode vos permitir estabelecer a Alegria, mas não desaparecer por um processo de alinhamento e de meditação, mas desaparecer para vocês mesmos, em qualquer circunstância que seja de vossa atividade efêmera.
É nisso que a Alegria e a Graça, e a Teofania serão perpétuas, e serão evidentes.
Dito de outro modo, para nada serve apoiarem-se em vossos conhecimentos, doravante para nada serve apoiarem-se em qualquer elemento de compreensão que seja, pois a compreensão revelará sempre, em definitivo, o mental e vosso personagem, e não a Verdade.
Então lembrem-se de que a Teofania e a Graça não são um esforço nem uma busca, não mais, mas uma evidência que se faz a partir do instante em que vocês deixam o que vocês acreditam manter, que isso seja vossa história, vosso personagem, vossa vida, vossas relações, vossos afetos, e olhando o que se desenrola a fim de deixar aparecer a evidência da Luz.
Cada um de vocês é testado neste momento, não por nós,
não por vocês, mas pela própria Inteligência da Luz, não visando condená-los, não visando restringi-los, mas sim para deixar abertas as comportas desse Amor, dessa Verdade.
Cada um de vocês, a partir de 15 de agosto, pode me chamar, pode orar para mim, mesmo continuando suas atividades, não para resolver o que quer que seja em meio ao vosso personagem, às vossas relações ou aos vossos afetos, mas a fim de resolver a própria resistência,
que não depende de vosso mental, que depende simplesmente dos hábitos ou de vossas linhagens.
Então deixem a Luz trabalhar e descubram a alegria da simplicidade, a alegria da Infância, pois após o 30 de agosto, será muito tarde, e vos será necessário simplesmente esperar, quaisquer que sejam vossas circunstâncias de vida, meu Apelo, que não tardará, eu vos disse, antes do final deste ano e nós o esperamos agora o mais próximo do final de vosso mês de agosto, no desenrolar do mês de setembro ou de outubro.
Mas como vocês o sabem, isso não depende nem de nós,
nem de vocês, mas do que se joga na tela deste mundo, e mais vocês serão numerosos a deixar a tela deste mundo,
a deixar aquilo ao que vocês se prendem, mas isso será fácil e evidente, mas isso será brilhante de beleza, de magnificência e de leveza.
Quanto a mim, eu retornarei neste mês de agosto se isso é necessário, em função do que nós vemos dali onde nós estamos, sobre a tela deste mundo, no que concerne às diversas conflagrações mundiais que vão se produzir
e que já se produzem.
Em função disso, eu intervirei, ou não, antes de meu Apelo.
Que a Paz e a Alegria, e o Amor da Verdade sejam depositados em cada um de vocês, que a Teofania perpétua não seja refreada por nenhum elemento de vossa pessoa.
O que se desenrola neste mundo, eu vos disse, não pode refrear de maneira alguma a Teofania perpétua, mas bem mais permite a ela manifestar-se para um número sempre maior de irmãos e de irmãs que assim, antes de meu Apelo, se beneficiarão dessas últimas graças prévias
ao sinal celeste.
Eu sou Maria, Rainha dos céus e da Terra.
Minhas irmãs e eu mesma vos esperamos em muito grande número, na fé do 15 de agosto, e de cada dia deste mês de agosto, após o 15 de agosto.
Eu especifico também que o conjunto de minhas irmãs Estrelas e eu mesma estaremos reunidas especialmente nas vinte e quatro horas do 15 de agosto que a Terra tem a viver, a fim de que a radiância das Estrelas atinja a todos vocês no nível de vossas Portas e de vossas Estrelas, a fim de facilitar o ajustamento final à vossa eternidade e à manifestação sem obstrução da Graça, perpétua ela também.
Eu sou Maria, Rainha dos céus e da Terra.
Eu rendo graças à vossa presença, eu rendo graças à vossa escuta, eu rendo graças à vossa leitura de algumas de minhas palavras e eu abençoo, nesta ocasião, cada um de vocês.
Silêncio…
E eu vos digo portanto, a cada um, em cada dia a contar de 15 de agosto, nós nos reuniremos, o que quer que vocês tenham a fazer, o que quer que vocês acreditem ainda ter de manter.
Nós estaremos aí, por nossa radiância e nossa Presença, em cada circunstância do que se desenrola em vossa vida, em vosso corpo, em vossa consciência.
Eu sou Maria,  Rainha dos céus e da Terra,  e eu abençoo cada um de vocês, na conclusão desta escuta, na conclusão de vossa leitura.
Silêncio…
E eu vos digo até sempre, em Eternidade, em prece e em comunhão.
Silêncio…
Eu vos digo até sempre, em meu coração eterno de Mãe.
Silêncio…
Post. e Formatação Semeador de Estrelas
Tradução do Francês: Ligia Borges 
Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia.
Clique aqui para fazer o download do áudio
Audio MP3

Como em:
https://futurodanovaterra.blogspot.pt/2017/08/maria-conflagracao-final-12-agosto-2017.html